quarta-feira, 1 de julho de 2009

A Cegonha, ou De onde Chegou Este Bebé

Cansada da história da cegonha que veio a voar e deixou cair um recém nascido na nossa casa, descobri um livro alemão que ilustra de forma ternurenta, carinhosa e discreta de onde vêm os bebés.
Quando a Alice decidir perguntar-me como é que o bebé que tenho na barriga lá foi parar, tenho o problema resolvido: Folheio com ela esta obra prima da subtileza infantil antes dela adormecer. Tenho a certeza que a calarei para sempre, aliás, vou deixá-la muda.




31 comentários:

Melissinha disse...

a última página vai-me dar pesadelos toda a noite.

Clementine Tangerina disse...

Pois....muda vai ficar de certeza!

joana disse...

È preferível essa abordagem, é o fim da cegonha, lol.Já agora qual é o livro?

Izzie disse...

Eu achei um bocado assustador:)!!

Miguel disse...

Olha, não acho nada mal!! Talvez só seja constrangedor quando ela pedir para ver o papá e a mamã para exemplificarem...
LOL!!
(a sério: acho que é a melhor maneira para os miudos perceberem com as coisas se fazem...)

Ana C. disse...

Melissa AH AH AH AH
Não te quero a dormir mal :)

Ana C. disse...

Clementine tenho a certeza que sim :)

Ana C. disse...

Joana morte à Cegonha!!!!! Olha mandaram-me por mail, mas o livro é alemão, penso que não fizeram a tradução para português.

Ana C. disse...

Izzie principalmente a ultima fotografia :)

Ana C. disse...

Miguel eu acho muito bem que se ensine aos miúdos desde cedo que não há cegonhas. Mas ela só tem 3 anos e penso que a última fotografia é de facto um pesadelo. Tenho que arranjar uma com uma cesariana :)
Já para não falar nas perguntas que adiviriam da fotografia da cópula.
Vou esperar mais uns 3 anos para lhe mostrar...

Kitty disse...

Vais deixar a criança muda é se leres o livro ahahahahahaah
"*Liebe tochter, das ist mir, deine mutter, versucht zu lesen, Deutsch." ahahahaahah

Estamos a falar da Alice! Ás tantas para prevenir mais vale ires preparada para as perguntas ahahahaha alguma delas vai valer €1000000

*Querida filha, esta sou eu, a tua mãe, a tentar ler Alemão.

gralha disse...

:D É mesmo à alemã! Se calhar é melhor contar a história de uma forma mais suave e deixá-la imaginar as ilustrações...

Kitty Fane disse...

Eu já conhecia essa categoria de imagens, mas não deixo de ficar incrédula quando as vejo novamente. :-)

Precis Almana disse...

O problema é que o livro é estático. Eu tive uma coisa do género em miúda (sim, esse tipo de coisa não é nova...) e durante anos (até p'raí aos meus 15 com a série "Reviver o passado em Bridesehead") eu achava que pai e mãe ficavam quietinhos à espera que a sementinha descesse, entrasse e encaixasse... Pois... Agora imagina o choque que levei com os movimentos.

chacommel disse...

Oh, tadinhas das criancinhas! Se tiver filhos vou certamente falar-lhes da cegonha em primeiro. Quando já tiverem idade, aí sim, explico com mais pormenores :)

carl@ disse...

Também tenho esse livro... via mail
Se aguardares mais 3 anos sai a tradução...eheheh

Ana. disse...

Tadinha da Alice que vai imaginar o mano ou a mana a abrir caminho com os braços, em verdadeira sofreguidão! Eu cá voto na história da sementinha plantada com amor e blá, blá blá!!

;)

Miepeee disse...

Ou fica muda ou ainda faz mais perguntas :)

Tasha disse...

Anocas, nao é para te desanimar, mas acho que com esse livrinho abres a porta para uma panóplia interessante de perguntas por parte da tua Alicinha. Eu comprei um livro em Portugal muito mais soft e simpático. E nao mencionava cegonhas... Esse parece-me um pouco nú e crú (literally)...

mãeee disse...

Ana, conheço estas imagens também via mail ... optei por não as mostrar às minhas filhotas á medida que iam conhecendo uma barriga em crescimento com brinde no interior ... mas encontrei um livro português que aborda a questão segundo o mesmo princípio, também tem imagens, mas é mais soft ... não sei de cor o nopme e editora mas posso-te dizer se estiveres interessada

ah! e sim: tenho 3 filhos: nenhum conhece a história da cegonha - os filhos são fruto do amor dos pais, não andam a cair pelo céu ...
beijinhos doces

Ana C. disse...

Kitty AH AH AH AH AH AH AH AH
Tens razão, é melhor não lhe ler em alemão...

Ana C. disse...

gralha também acho melhor sim. O meu bom senso ainda não me abandonou...

Ana C. disse...

Kitty Fane mas eles depois deram-se ao trabalho de romantizar a coisa. Puseram corações na cama e no carro que os conduz ao hospital :)

Ana C. disse...

Precis tu não sugeres que lhe mostre a série? Ah Ah Ah
Acho que para a idade dela vou arranjar uma alternativa ao livro e à série :)

Ana C. disse...

chacomel a cegonha irrita-me um bocadinho. Não tem nada a ver com nada. Mas sim hei de arranjar uma solução intermédia com toda a certeza :)

Ana C. disse...

Carla eu até acho que aquilo dispensa o texto...

Ana C. disse...

Ana. estás no meu caminho. Eu também tendo para a sementinha :)

Ana C. disse...

Miepeee essa é a hipótese mais provavel até. Socorroooooo!!!!!!

Ana C. disse...

Tasha tu não achas mesmo que vou mostrar isto a uma criança de 3 anos, pois não? Ah Ah Ah
Estava só na brincadeira :)

Ana C. disse...

mãeee estou contigo. Nem 8, nem 80, vou arranjar forma de lhe explicar sem recorrer à cegonha, nem a estas imagens :)

margarida disse...

Certa vez vi um livro que era "o João explica de onde vêm os bebés", mais coisa menos coisa, e era lindo! A editora não me lembro.
Ele explicava que NÃO era a cegonha, NÃO vinham de França, NÃO nasciam em vasos, ..... mas que quando as pessoas gostavam muito uma da outra (os pais) abraçavam-se muito e ficavam muito juntinhas e faziam um bebé. Achei encantador! E adequado para crianças pequeninas que, apesar de toda a pornografia televisiva hoje em dia, não precisam ainda de pormenores! ;)