quinta-feira, 2 de julho de 2009

Hoje Apetecia-me estar Só


Tenho dias em que me apetece solidão. Não daquelas solidões impostas, mas procuradas, precisadas.
Ouvir apenas a chuva a bater na janela enquanto penso em nada e olho o fogo que arde na lareira.
Enterrada num sofá, ou encostada numa cama suave e confortável que apoie apenas o pensamento de mim, enquanto o meu corpo se esquece.
Porque todos precisamos de nos pensar de vez em quando, sem medo do que encontraremos pelo caminho. Porque a distância de nós é o que nos afasta dos outros e eu quero-me.
Por hoje apenas queria pegar no carro e conduzir até esta pequena ilha de conforto, onde ficaria a olhar-me de dentro para fora e de fora para dentro sem choros, sem risos, sem emoção que não a de ficar ali, perdida dentro de mim a rever-me mais uma vez...

9 comentários:

L. disse...

Hoje preciso disso. Tenho muito em que pensar. Está a chegar a altura de dar o grande passo.

*suspiro*

Ana C. disse...

L não há nada como darmos o primeiro passo do resto da nossa vida...

Only Words disse...

Por vezes não é necessário ausentar-mo-nos fisicamente para estarmos sós. O tempo que dedicaste a este post foi teu, apenas e só teu. Aqui deixaste-te fluir, entre o pensamento, a vontade e tu...apenas tu! ;)

Ana C. disse...

OnlyWords às vezes é mesmo preciso fugirmos nem que seja por uma hora.
Mas sim, enquanto escrevia isto olhava para dentro...

Ana. disse...

Reconheço essa melancolia, essa vontade de "namorar" connosco próprias. É tão boa. É o que nos ajuda a manter os pés no chão quando o mundo em nosso redor parece grande de mais, povoado de mais, tudo de mais...

Fica bem!
;)

Sílvia disse...

Por acaso também gosto de estar sozinha as vezes. Sem nada pra fazer.. Adoro o por do sol na praia qando preciso de pensar... Por as ideias no lugar....

bjo****

Kitty disse...

"Por hoje apenas queria pegar no carro e conduzir até esta pequena ilha de conforto"

Querida é uma ilha, tens de ir de barco. A menos que vás a Liverpool buscar o Yellow Submarine. ahahahahah

Mas tens razão, às vezes também preciso dessa paz.

Ana C. disse...

Sílva o pôr-do-sol é a melhor hora da praia, sem dúvida. Ainda bem que me entendes.

Ana C. disse...

Kitty xô daqui sua gozadora implacável. Se vires bem está um carro em frente à casa, Ah pois é bebé. Já ouviste falar em pontes? Quem sabe até ferry boats? Embrulha :)