sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

O Meu Sonho


Lembram-se de um filmezinho cor de rosa com o Tom Hanks e a Meg Ryan, no qual ela tinha uma pequena livraria infantil e ele era o "rei" da megastore dos livros? A parte que sempre me encantou nesse filme, muito mais do que a história propriamente dita, era a livraria dela. Pequena, familiar, acolhedora, com uma montra maravilhosa. Daquelas onde apetece passar uma tarde inteira só pelo ambiente que se sente lá dentro. Enfim, uma livraria assim (não precisava de ser só com livros infantis) sempre foi o meu sonho desde que me lembro de sonhar.
Bem sei que sou uma apaixonada das Fnac's da vida, até porque foi dos primeiros sítios em Portugal que permitiu uma relação mais estreita com os livros. Podemos sentar-nos a desfolhar mil e uma coisas que ninguém nos chateia.
Mas eu sonhava com muito mais, ou com muito menos, consoante a perspectiva.
Na minha livraria as pessoas podiam ficar o tempo que quisessem, tinha que ter uma lareira acessa no inverno, tinha que ter sofás de couro e mesas de café, tapetes e quadros, biscoitos dentro de grandes frascos de vidro. E eu lá estaria para ajudar a procurar aquele livro único e especial e informar acerca daquela história de amor ideal para oferecer à namorada, ou daquele livro de viagens perfeito para o namorado aventureiro.
Saberia exactamente que poesia aconselhar, que livro de contos vender, que autor promover.
Todos nós temos um sonho e o meu já há mais tempo do que me lembro ser possível, é este. Ter uma livraria assim...
Só ainda não sei o nome, de resto está tudo dentro da minha cabeça.

39 comentários:

Sílvia disse...

Com uma livraria assim seria a primeira cliente... Sim existem as fnac's onde nos podemos sentar e estar horas sem que ninguém nos chateie mas acho que acaba por ser um bocadinho impessoal ( não sei bem se lhe chame assim mas foi o queme ocorreu), precisamente porque normalmente são enormes e por isso pouco acolhedoras...Depois de ler o teu post sei exactamente como gostaria que fosse uma livraria da qual eu seria cliente... Sou suspeita porque tenho uma relação com os livros que pouca gente suspeita, mas se pudesse tinha uma biblioteca daquelas gigantes em casa, nem que fosse pelo prazer de ler e reler os meus livros... Sou viciada em livrarias, feiras do livro, enfim... As palavras dizem-me muito.

P.S. respondi ao teu comment no meu blog... És muito boa a "ler" as pessoas. ;)

bjinho***

Ana C. disse...

Sílvia então já sei que posso contar contigo para a inauguração :) Tenho a mesma relação com os livros que tu tens. Também adorava ter uma biblioteca em casa, daquelas acolhedoras com as paredes forradas de livros...

Melissinha disse...

lês em inglês? Tenho uma recomendação de livro para ti.

Ana C. disse...

Melissa, se for imperdível e não houver ainda tradução para português leio. Mas depois de acabar de escrever porque estou literalmente sem cérebro. Há muito que não me sentia tão cansada...

Rainha Mãe disse...

Dou por mim, a cada vez que leio um post teu, achar que te conheço. Que de alguma maneira escreves para mim. Uma das minhas grandes paixões são os livros. E adorava poder trabalhar com eles. A vida não me levou para esse lado, e talvez não leve nunca, mas esse era também o meu sonho. E essa seria concerteza a minha livraria e ponto de repouso preferido. Conto com o convite!

KILGORE disse...

Caso para dizer..."I Have a Dream":)

Jo Ann v. disse...

E eu adoraria trabalhar numa livraria dessas !

Ana C. disse...

Rainha Mãe, ora ainda bem que sentes isso, é sempre bom quando alguém nos diz que tem uma empatia com aquilo que escrevemos. Se algum dia o meu sonho se concretizar conta mesmo com o convite :)

Ana C. disse...

kilgore, acho que o meu sonho é menos grandioso que o do Martin Luther King :)

Ana C. disse...

Jo Ann estás contratada!

Ana. disse...

Os livros são a minha vida. Trabalho sempre rodeada de livros e quando tenho um tempinho livre, entretenho-me a ler.
Não sou cá de e-books, porque uma das coisas mais deliciosas num livro, é o cheiro do papel...

Que dizes se formarmos uma sociedade e abrirmos uma livraria as duas? A minha única exigência é que as paredes não sejam amarelas e não se utilizem ambientadores!!

;)

Sunrise disse...

Lembro-me perfeitamente desse filme :) Vi-o mais do que uma vez e o momento em que percebemos o amor que a Meg Ryan sente por aquela livraria é avassalador.

Ana C. disse...

Ana bora aí. Odeio ambientadores, aliás já ouvi dizer que libertam quimicos nocivos ao cérebro. E-Books? What? Alguma vez na vida era capaz de ler um livro a olhar um monitor!

Ana C. disse...

Sunrise, para mim a grande história de amor do filme é mesmo entre ela e a livraria :)

carlostgc disse...

Eu adorava frequentar uma livraria assim... e ter a Ana C. a aconselhar :)

partilho contigo a opinião sobre a Fnac, penso que e por isso que tb gosto tanto de lá ir.. acho que e quase geracional não?!

carlostgc disse...

e já me esquecia de dizer...

lembro-me bem desse filme... gostei imenso, pelo que disseste e tb pelo que me fascinou naquela altura uma utilização mais constante d ainternet, fruto da imensa troca de mail's que faziam... lembraste??

... agora que penso nisto, dá-me vontade de rir ehehehe

Ana C. disse...

Carlos eu tenho um bocado o vício de ir à Fnac, mas também sinto falta de qualquer coisa mais intimista, mas com o mesmo à vontade. Quanto ao filme sim chama-se You've Got Mail. O que na altura em que o filme saiu era uma realidade um bocadinho mais distante do que é agora :)

Kitty disse...

Por acaso Ana, conheço pessoa que tinha um sonho igual ao teu. Neste momento já tem uma livraria muito acolhedora, recheada de livros e mais livros, onde te podes deliciar horas a fio... Só lhe falta mesmo a lareira :)

Já agora, conheces a Fábrica Braço de Prata?

banita disse...

Amei esse filme!! Gostei tanto que o comprei em DVD (ainda hoje o banito me goza por causa disso!), para poder ver quando me desse na real gana!
Quanto ao teu sonho: dá cá mais cinco (livros)! também gostava de uma livraria, mas que também tivesse um canto para contar histórias aos pequenitos e até tenho um nome: O Canto do Conto. Se quiseres aproveitar, tudo bem! Mas só se me prometeres emprego/parceria! ;o)

JS disse...

E eu quero estar na inauguração! E ser cliente, claro!

Bjs

AnaMoreira disse...

E que belo sonho! :) Livrarias assim são daquelas que valem a pena e que qualquer pessoa que adore ler não iria resistir! Ah e tal como tu, e-books estão completamente fora de questão! Nada como o prazer de desfolhar um livro :) Bjs*

AnaMoreira disse...

Desafio no meu blog! Bj

Ana C. disse...

Kitty e como é que se chama a livraria? Não conheço a Fábrica do Braço de Prata...

Ana C. disse...

banita, mas esse nome seria só para o cantinho do conto, não era? Para a livraria, só se fosse apenas infantil... Mas agora já é tarde, acabei de te roubar o nome AH AH AH

Ana C. disse...

JS se este sonho algum dia se concretizar é claro que vais receber convite. Afinal de contas já leste os livros todos do Kafka menos um,só por isso mereces um prémio :)

Ana C. disse...

Ana Moreira, ainda bem que partilhamos dos mesmos gostos quanto a livros e livrarias :) Eu vou espreitar o teu desafio.

Melissinha disse...

Eh pá é um livrinho de gaja sensacional chamado "Bookends", da Jane Green, sobre uma tipa que largou tudo para abrir exactamente uma livraria à Meg Ryan, PERFEITO para o pós-novela. Estou a ver se já há tradução, mas mesmo em inglês é muito acessível.
Por acaso não sei por onde anda o meu, foi daqueles empréstimos que se perdeu no vento.

Melissinha disse...

É isto:
http://www.amazon.co.uk/Bookends-Jane-Green/dp/0140276521/ref=sr_1_11?ie=UTF8&s=books&qid=1235820172&sr=1-11

Fica a dica para todo mundo! Livrinho daqueles de praia, para devorar da noite para o dia e não pensar mais no assunto.

Precis Almana disse...

Quando abrires, diz ;-)
Este ano, também por conta de ter de passar por uma convalescença, já li uns... 15 livros! :-D Romances, coisas ligeiras (só agora estou com o Murakami e tenho o 2º do Záfon para ler), mas é o bom de ter de passar por estar de cama muito tempo...

Ana C. disse...

Precis espero que já estejas convalescida. Eu infelizmente não leio tanto como gostaria. Não tenho disponibilidade mental, nem de tempo para o fazer como antigamente...

Ana C. disse...

Melissa, estou a dar em doida, não vejo o fim a isto e esta recta final tem sido esgotante. Bem preciso de romancezinho fácil na fase de descompressão cerebral :)

Melissinha disse...

Por um par de dias não estou a ajudar-vos! :(

Kitty disse...

A livraria de que te falei (do meu amigo) é a Letra Livre que fica na Calçada do Combro que podes visitar aqui: http://www.letralivre.com/

A Fábrica é um espaço maravilhoso que acho que irias adorar, se tiveres oportunidade passa por lá, aqui tens o site: http://www.bracodeprata.org/

Um beijinho enorme Ana;

Kitty

C disse...

O meu sonho é igaul ao teu! :)

C disse...

O meu sonho é igual ao teu! :)

Ana C. disse...

C, a sério? Já vi que andamos a sonhar todas com o mesmo :)

Eumesma disse...

Hummm..

Acho que de uma livraria assim ninguém jamais sairia, com algo assim tão acolhedor...:-)
Se algum dia concretizares o sonho, diz-me onde vai ficar que quero lá ir visitar-te. :-)

Ana C. disse...

Eumesma, fica descansada o convite seguirá via pombo-correio :)

L. disse...

Olá Ana. Tal como prometido, cá ando eu a ler tudinho :D
E não poderia deixar este post sem um comentário. Tal como tu, esse também é o meu sonho, ter uma livraria dessas era algo que me preencheria totalmente a vida.

Não sei se gostas ou se já alguma vez leste algum livro dela, mas a Nora Roberts tem uma trilogia onde uma das personagens têm uma livraria desse género. Adorei e recomendo. É a Trilogia das Três Irmãs.

Deixo aqui o link para poderes ver: http://www.saidadeemergencia.com/index.php?page=Books.BookView&book_id=227&SSID=lo0aas6bfaqsarmahpto2k6i40&SSID=lo0aas6bfaqsarmahpto2k6i40

Se leres depois diz-me o que achaste.

Beijinhos