quinta-feira, 19 de março de 2009

Dia do Pai é Todos os Dias, ou dia Nenhum

Estes dias alusivos ao pai e à mãe não deviam existir. Sinto que fazem sofrer quem já não tem aqueles que ama perto de si, fazem chorar os que foram rejeitados pelas pessoas que os deviam proteger e amar para sempre. Na escola quando se fazem trabalhos para brindar estes dias, aqueles que por um motivo, ou outro, não têm a quem dar o presente, ficam com o coração apertado. E tudo isto para quê?
Quem não tem pai não precisa de ser recordado disso.
Quem tem um filho e o enche de amor todos os dias não precisa de celebrar nenhum dia em especial, pois cada minuto perto dele é uma celebração de amor.

32 comentários:

Clementine Tangerina disse...

Concordo plenamente ctg, hj para o meu marido é um dia "estranho" pois perdeu o pai mto cedo, e para ele o dia de hj é um pouco desconfortavel. O dia do pai, como da mãe, como dos namorados é todos os dias!

Jo Ann v. disse...

Eu sou contra o dia do pai, da mãe, da avó, do namorado, da mulher, do cão, do papagaio, do vizinho... O dia da mãe para mim é o aniversário dela. Dia do pai é o aniversário dele. Não suporto imposições de dias de festa :-P
A única excepção que faço é para o dia da criança que ainda há tanto por fazer :-(

Joanissima disse...

Reencaminha este post para quem de direito, por favor.
Há sempre pedaços de angustia, não só para os filhos com pais ausentes mas tambem para os pais que não podem estar presentes.

Carla disse...

Bem haja por existir alguém que no dia de hoje é solidário com quem nunca conheceu um lar composto por pai e mãe.
Por quem passou horrores na escola no dia em que se preparavam as prendinhas para os dias estipulados.
Tive o amor enorme dos avós, e é todos os dias que os gosto de recordar.
Carla

PS-Descobri o seu blog de que gosto muito já há algum tempo,por norma não comento mas hoje não resisti ao desabafo...

Ana C. disse...

Clementine, é um dia desconfortável para aqueles que não têm pai por um, ou outro motivo e um dia igual aos outros para aqueles que têm. Por isso não deveria existir. O mesmo vale para os outros dias todos..

Ana C. disse...

Jo Ann, eu não sou contra o dia do papagaio. Deixa-os celebrar à vontade que eu não tenho nada com isso ;)
Quanto ao dia da criança, és capaz de ter razão, principalmente se todos pudermos ser considerados crianças.

Ana C. disse...

Joaníssima acabei de reencaminhar uma petição a quem de direito. Por via das dúvidas mandei para o Parlamento Europeu, se quiserem abolir o dia a nível europeu e para o Sócrates se quiserem que ele diga que sim, mas depois contemple uma alínea em que fica tudo na mesma.

Ana C. disse...

Carla, tive alguns colegas de escola e pessoas na minha família que passavam por essas situações e foi uma coisa que nunca esqueci.
Ainda bem que tiveste os teus avós, mas sei que há crianças que nem isso têm...
Volta sempre!

Ana. disse...

Concordo plenamente contigo.

Acho estes dias uma palermice pegada e para mim a ternura, o carinho e o amor que devotamos àqueles que mais amamos não tem dia marcado.

É mais uma estratégia comercia, uma maneira de vender "prendinhas" do que uma celebração de afectos.

E irrita-me sentir obrigação de ligar ao meu pai para lhe dar o mesmo beijinho que lhe dei ontem e que darei amanhã.

;)

Ana C. disse...

Ana. estou um bocadinho cansada dos dias concebidos para estratégias comerciais. Aliás, ESTOU PELOS CABELOS.

Kitty Fane disse...

Concordo. É a coisa mais triste para quem não o tem. Vi hoje pelos meus alunos.

banita disse...

Eu, confesso que nunca me lembrei neste dia das pessoas que não têm Pai ou Mãe... deve ser um dia bem triste. :(
Este dia devia ser todos os dias, concordo.
Uma amiga disse-me uma vez: "Não é triste, ter de haver um dia para recordar tudo o que o Homem não respeita?" E eu concordo com ela.
Ainda assim, vou aproveitar a tarde para fazer um cartãozinho para o papá Banito, para lhe dizermos que não esquecemos que este dia lhe pertence (embora todos os outros também, mas sem cartãozinho!)
O dia em que deviamos festejar que éramos Pais e Mães, em boa verdade, deveria ser o dia de aniversário dos nossos filhos, pois foi nesse dia que nos tornámos Pais e Mães!

carlostgc disse...

Apesar da alegria de ter recebido um presente feito pelo meu filhote, o que dizes tem muito de verdade... infelizmente.

Ana C. disse...

Kitty Fane, os adultos também sofrem à sua maneira. Mas são as crianças que me metem mais pena...

Ana C. disse...

banita realmente o dia em que nos sentimos mais pais/mães é no aniversário dos filhos, sem dúvida.

Ana C. disse...

Carlos, a minha filhota também foi almoçar com o pai e eu fiquei muito contente com isso. O problema são aqueles que não podem fazê-lo e que tenho a certeza que sofrem com este dia de celebração imposta.

socasmoinhosebicicletas disse...

É bem verdade! Mas que grande seca este disparate dos dias disto e daquilo.
O que é mais chato ainda, é o facto de se não os assinalarmos com um telefonema/um beijinho/um presente, há amuos de dias, pois é!
Que seca!

Ana C. disse...

Socas, conheço alguém (não posso dizer quem) que ficou ofendida porque não recebeu um telefonema do filho no dia da MULHER!!!!!! Mas há pachorra?

JS disse...

Concordo contigo. Não tanto pelos adultos,mas parte-me o coração ver nestes dias as crianças no colégio a entregar a prendinha ao avô ou à mãe. Os olhinhos deles a olhar para os pais presentes, põe-me doente.

Um abraço*

MARIINHA disse...

Eu estou para fazer um post sobre um tema que até ficava bem hoje, mas preferi passar para outro dia, optei por não falar no Dia do Pai. Já não tenho pai e mãe vivos e essa realidade altera tudo. Mudou-me bastante. Eu sei a data mas tento passar à frente.Beijinhos

MARIINHA disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Maria Manuela disse...

Eu já fui mimar o meu...

:)


quando puderes deixa-me o teu e-mail em mm.apartamento@gmail.com

bj

Ana C. disse...

JS, é das crianças que tenho mais pena também, sem sombra de dúvidas...

Ana C. disse...

Mariinha, mais um motivo para não haver este género de dias. Aguardo o post...

Ana C. disse...

Maria Manuela, fizeste muito bem em mimar o teu. Se bem que podemos mimá-los todos os dias :)

Melissinha disse...

19 de Março é dia de São José, pai de Cristo, hehe.

Eu por acaso vou contra esta grande onda e até curto. Pai não precisa ser quem gerou, pai é um papel. Eu no dia da Mãe telefono ao meu pai, por exemplo. Mas entendo bem a opinião da malta, é muita pressão mesmo.

Já o dia dos Namorados acho uma desbunda. Dantes, adorava oferecer a coisa mais chungosa que encontrasse numa papelaria ao Hugo, só para o irritar. É a altura perfeita para partidas vermelho e cor-de-rosa.

Ana C. disse...

Melissa, acredita que seres criança, não teres pai, ou teres um pai que cagou em ti e obrigarem-te a fazer uma prendinha que depois não tens a quem dar. Pode ser TRAUMATIZANTE.
O que não quer dizer que quando tens pai, não devas assinalar o dia...

Eumesma disse...

Este dia serve como todos estes dias (disto, daquilo) apenas para o comercio fazer dinheiro...

E para pessoas como eu que perderam o pai ainda adolescente, a quem arracaram um pedaço que nunca mais tem volta, se sintam estupidamente bem...
Tou farta de ter que viver dias de coisas que não tenho sabias??

Desculpa o desabafo, mas tens razão, as ususal, eu é que divaguei mais uma vez.

Cristina disse...

Por acaso, concordo contigo... Eu só celebro os dois por causa das miúdas...

Cristina

Ana C. disse...

Eumesma, toca de viveres todos os dias aquilo que tens. Por isso é que detesto estas datas. Olha passa-lhes por cima com um enorme risco no calendário.

Ana C. disse...

Cristina eu também "celebro", mas não deixo de ter pena de quem não o pode fazer...

Tasha disse...

Ana C., ao contrario de quase toda a gente que aqui comentou, eu adoro dia de pai, mae e crianca. Para mim sao datas especiais e sem qualquer conotacao religiosa. Especiais porque nos obrigam a parar. A deixar o stress da vida diária por 1 dia e dar atencao a alguém. Assim temos desculpa para dar ao patrao, chefe, amigo mais chato ou afins, para nos podermos escapar das responsabilidades de todos os dias mais cedo e fazer off a essas tarefas mais chatas da vida.
Nao teem que ser dias de grandes compras, apenas um beijinho e um dia passado juntinhos. Nós temos a tal necessidade de correr para as lojas por tudo e por nada. A culpa e da falta de tempo e de imaginacao e nao do Marketing. Acho eu...
Também perdi o pai na adolescencia, mas sempre comemorei este dia com um beijinho especial ao meu avo, sempre... O meu marido tem um pai que quase parece que ele nao existe, ams tem um padrasto 5 estrelas a quem damos sempre um beijinho especial no dia do pai.
Demosntracoes de carinho nao precisariam de dia especial, se a nossa fida nao fosse tao f....
Desculpa ter-me alongado, mas gosto muito da sensacao de ter um dia da mae, um dia do pai e um dia da crianca para festejar.