quarta-feira, 18 de março de 2009

That´s Amore



Não me posso queixar de ter crescido longe da música, pois não havia um membro da minha família que não tivesse as suas marcadas preferências por este, ou aquele cantor. Por isso cresci envolvida por ritmos que até hoje me dizem tanto de cada vez que os escuto.
Com o meu pai aprendi a gostar de Birds, Chicago, America, Genesis, Cat Stevens, Rolling Stones, Mammas and Pappas e tantos, tantos outros.
Com a minha mãe acho que desde o ventre me lembro de ouvir a toda a hora Maria Bethânia, Gal Costa, Chico Buarque, Simone.
Mas foi o meu avô que me apresentou pela primeira vez a Dean Martin. Para ele não havia no mundo melhor voz, superava o Frank Sinatra em larga escala e era muito mais bonito.
Quanto ao superar o Frank Sinatra, tenho as minhas dúvidas. Mas esta é para mim a música mais feliz que conheço. E se não tivesse previsto tantos narizes torcidos e expressões de choque, era ao som dela que queria ter entrado na igreja quando me casei.
Digam-me da vossa justiça, há melhor coisa no mundo do que ouvir cantar sobre amor em inglês com sotaque italiano? Só mesmo ouvir cantar sobre o amor em italiano.
Esta música há de sempre fazer-me sorrir seja em que circunstância for, porque algumas músicas simplesmente foram feitas para isso.

10 comentários:

Miguel C. disse...

Sim, essa música faz parte do imaginário colectivo! E sim, gosto dela pela letra, pela música e porque irradia felicidade!!

Ana C. disse...

Miguel, hoje vinha a ouvi-la no Ipod no carro e dei por mim de janelas abertas a cantar em plenos pulmões, enquanto a Alice vinha atrás a mandar-me cantar mais baixinho :)

Miguel C. disse...

Por falar em amor... acaba de acontecer (finalmente!!) o amor entre Artur e Alice!! Vai lá espreitar!

Melissinha disse...

Dean Martin é TDB!!!
Tenho pena que o meu filho seja nojentinho e só oiça música barroca e smooth jazz, quando eu sou doida por oldies.


Btw, a banda sonora do meu casamento foi Motown, tudo Motown.

banita disse...

Esta música é mesmo bonita! Faz sorrir e sonhar! No meu casamento contratámos um casal (mãe e filho) que cantavam músicas napolitanas! Foi tão bonito! Toda a gente aprovou a nossa escolha! Cantavam belíssimamente! E depois para desbundar, foi "rockada" a valer com Karaoke! Yeah!

Ana C. disse...

Melissa, tens que dar a ouvir ao Gabi um bocadinho de tudo, duvido que ele se fique só pela música barroca... Dá-lhe tempo.

Ana C. disse...

banita, tudo o que me soe a italiano me faz sempre sorrir. Basta a entoação, eles cantam a falar.

Marquês de Sade disse...

Tens sempre as bodas de prata :
Bj

putchy disse...

Dêem uma passadela no http://putchybaby.blogspot.com/ , com certeza irão identificar-se com muitas das situações. Se gostarem, divulguem.
Obrigado

Ana C. disse...

Marquês, obrigadinha pela ideia ;)