terça-feira, 28 de abril de 2009

Mais Odores

A propósito de odores. Nunca abriram uma daquelas latinhas de comida para cão?
Eu queria saber se é só a mim que me dá uma vontade descontrolada de ir buscar as bolachinhas de água e sal e barrá-las com aquilo que parece um paté Gourmet.

26 comentários:

Melissinha disse...

SIIIM!!!
A começar pelos nomes, né? Terrina de coelho com legumes, pato ao molho...

HannaH Sophia disse...

NAo!!!blarck!!!

lool

Sílvia disse...

Hummm pois não partilho dessa tua vontade lool, mas a avaliar pelo que a minha gata come aquilo é realmente chique, ele é mousse, ele é mais não sei o quê, enfim ela adora tal coisa loool

bj****

Melissinha disse...

ahamm.
Agora tou a sentir-me A CROMA.

Ana C. disse...

Melissa se calhar é melhor retirar este post, ainda pensam que sou maluca e tenho hálito a cão. Atenção eu não chego a comer. Só me dá vontade mesmo...

Ana C. disse...

Hannah e eu a pensar que isto era uma coisa universal...

Miguel disse...

Olha, eu já comi salsicha para cão (tudo bem que fui engenhosamente enganado pela Mariana...) e até que são boas!!! E é claro que já me passou essa ideia, de comer da latinha, pela cabeça! É que cheiram tããão bem...

Ana C. disse...

Sílvia as comidas de gato já não são para o meu palato. Cheiram a peixe...

Ana C. disse...

Miguel salvaste a minha honra e da Melissa. Eu bem me queria parecer que mais alguém no mundo teria esta vontade quando abre uma lata da comida canina.
Agora essa da salsicha. A M esteve brilhante. Ah Ah Ah

Kitty disse...

Ana C., whiskas saquetaaaas, blá blá blá ... ihihihih
Eu já provei as bolachas da minha cadela e gostei! ;)

Only Words disse...

Oh deuses.....livrai-me de tal tentação!

Ana C. disse...

Kitty as bolachas nunca me tentaram. São muito secas. Só se as barrasse com manteiga, ou nutella.

Ana C. disse...

Only Words tu és mulher de muffins de frutos silvestres. Estás livre da tentação do Pedigree Pal.

Francisco disse...

Eu já provei...

:/

Ana C. disse...

Francisco conta conta. É uma grande bodega, ou sabe a paté? Estamos todos curiosos.

Francisco disse...

Eu provei dos que são para gato (deve existir alguma diferença!).

Chego à conclusão que os bichanos devem ter umas papilas gustativas muito diferentes das nossas...

blharcc


Não gostei nada :D

ML disse...

EU TAMBÉM JÁ TIVE DESSES DESEJOS!

JS disse...

Eu tenho um amigo que comeu e diz que é bom!

MARIINHA disse...

Ana C., Venho agradecer-te as palavras de apoio que me tens deixado. Beijinhos, tudo de bom para ti a para os teus.

Sílvia disse...

Ana C. não é bem assim não, muitas são também à base de carne e com ums molhos todos esquisitos loool

bj****

Brisa disse...

Com a minha primeira gata, a empatia entre nós era tão grande que tudo o que eu comprasse cujo aspecto me enojasse ela não gostava; e tudo o que eu sentia vontade de comer (que auto-controle, meu deus!!!) era o que ela mais adorava. Ok, cheguei a provar das suas terrinas, sim. E não sabia mal, não senhor!

Ana C. disse...

ML ainda bem que não aconteceu só comigo :)

Ana C. disse...

JS sendo assim qualquer dia passo-me da cabeça e provo também ;)

Ana C. disse...

Mariinha não tens nada que agradecer. A blogosfera está aqui para isso. Para nos apoiarmos, desabafarmos, para nos sentirmos mais acompanhados. Vou estar sempre aqui...

Ana C. disse...

Brisa mas que relação de osmose a vossa... Cá por mim vocês eram gémeas separadas à nascensa :)

JBrito disse...

Bem pelos os vistos não sou o único, a minha vontade de, mas não a experiência de comer uma latinha dessas, foi desde que vi o filme MAD MAX.
Não sei qual deles, creio que era o 2, onde entra a senhora Tina, onde há uma cena onde o Mel Gibson tira uma lata de comida de cão e vai de comer aquilo com um garfinho com uma vontade de só visto.
Depois de saciado, deita fora, vai o seu canito lamber o resto, e depois do cão lamber a latinha, ainda vai um desgraçado que era seu “prisioneiro” esgravatar a mesma.
Lembram-se?
Foi aqui que me deu a ideia de experimentar comida para cão enlatada, mas ainda não deu aquela fome, não faltará o dia, para a experiência.