quarta-feira, 1 de abril de 2009

Ódios de Estimação (desabafo número2)

Criancinhas a cantar em concursos. Não suporto vê-los armados em gente grande, vestidos como pequenos adultos e com aquela voz pouco natural à Joselito. Deprime-me.
Sei que não é uma coisa racional, por isso perdoem-me os fãs de concursos deste género, mas de cada vez que apanho uma destas pérolas televisivas mudo logo o canal.

37 comentários:

Jo Ann v. disse...

Acho pior as mini-misses ! Credo !
Não faz sentido sexualizarem (é português ?) uma criança, maquilando qb, pondo perucas e micro saias...

Sílvia disse...

Bem, de tudo aquilo que por aí anda não acho que seja o pior embora concorde que existam situações que se dispensavam...

bjo***

Kitty disse...

Eu até acho bonito :) temos crianças com tanto talento...

ML disse...

Eu detesto esses concursos!!

socasmoinhosebicicletas disse...

E tudo começou com o famoso Festival da Oti(te)! LOL

MARIINHA disse...

Ana C. Não gostas de ver as criancinhas a cantar, fazem-te lembrar o Joselito.O que me dizes se para aí com 8 anos achassem que cantavas tão bem, que a todas as visitas de casa isso era dito e depois te pediam para cantar La Campanera? O meu mal foi ter aprendido aquilo, bem que me arrependi.
Eu de princípio até gostava, punha-me em cima duma cadeira e vá de chilrear, mas aquilo começou a ser demais, já não achava graça nenhuma, queria cantar outras, mas os meus espectadores só queriam a canção do Joselito.
bj**

Moura Aveirense disse...

São esses concursos e os programas de "apanhados" e "vídeos da treta" que enchem o horário nobre das nossas TVs... não há paciência...

Pedro Barata disse...

Também não aprecio!
Beijinhos

DeepGirl disse...

Eu até gosto.
Mostra que este país afinal, até tem pais que se preocupam com os sonhos dos filhos [coisa rara].

O que não suporto na TV? Lucy's Abreus todas dondocas em programas supostamente de entretimento infantil, e não de "encher o olho a irmãos mais velhos".

Tá dito. Jinho :)***

Melissinha disse...

Olha nós a termos um OE em comum... acho BIZARRO.
Aliás no meu caso nem é bem OE, porque OEs são aquelas coisas que adoramos odiar um bocado por birra (ex. escuteiros, associação das famílias numerosas hehe), enquanto putos a fazer de adultos é universalmente perverso.

Melissinha disse...

faz um vídeo a cantar la Campanera e mete aqui! NÃO ÉS MULHER NÃO ÉS NADA!!! :p :p :p

Ana. disse...

Eu francamente, durante o pouco tempo que tenho, mal vejo os canais generalistas da televisão portuguesa. Não há pachorra para esses programas de "entretenimento", par os apanhados e para catrefadas de novelas encarreiradas umas nas outras.
Não há santo que aguente!
;)

Brisa disse...

Também detesto esses showzinhos baratos. Mais parecem circos de criancinhas amestradas. Não admira os putos gostarem, acho aberrante é os mais os meterem nessas coisas. Depois, ficam a achar-se artistas e o que lhes acontece quando a coisa não passa dali? Frustração: um dia têm tudo, noutro dia já não têm nada e não percebem porquê.

Ana C. disse...

Jo Ann V. Essa aberração que se vê muito nos States vai além de tudo o que me irrita. Só não mencionei isso porque cá não existe. Mas isso é um verdadeiro circo.

Ana C. disse...

Sílvia acho que é uma questão de gostos. A mim dá-me nos nervos o que é que se há de fazer... Claro que há bem pior.

Ana C. disse...

kitty é como disse. Não é racional. Só me lembro dos putos a pedirem esmola numa rua com um cãozinho esfomeado... Deprime-me e não sei porquê.

Ana C. disse...

ML já somos duas :)

Ana C. disse...

Socas Ah Ah Ah aquilo dá-me realmente otites agudas!!!

Ana C. disse...

Mariinha agora já chorei a rir. Imaginar-te em cima de uma caixa a sofreres que nem uma moura com uma vozinha prodígio. Ah Ah. Estás a ver, eu dúvido que todos os miúdos adorem estar ali a cantar. É mais um fetiche dos pais.

Ana C. disse...

Moura Aveirense por isso é que eu já só vejo a SicNotícias e a Fox :)

Ana C. disse...

Pedro só se aguenta com aquele bagacinho...

Ana C. disse...

DeepGirl, gostos são gostos, como é óbvio não critico quem gosta. Mas penso que muitas vezes são os sonhos que os pais têm para os filhos que estão ali em evidência...

Ana C. disse...

Melissa não é tão universal quanto isso...
Faço um vídeo a cantar la campanera? Olha lá estiveste a beber do leite do Gabi? É que só pode...

Ana C. disse...

Brisa eu nem falo das canções onde os miúdos cantam com voz de miúdos, canções de miúdos. O que me irrita mesmo é os fadinhos, as músicas de mulher/homem e os pais ali todos derretidos com aquelas vozes puxadas. Não, é demais para mim...

Melissinha disse...

Pensava que o post da campanera fosse teu, hehe.
Eu cantava "Eu sou Rebelde" aos 3 anos, era a alegria das visitas.
é isto: http://www.youtube.com/watch?v=zZ-J5Ea7OPk
CLARO que teria de acabar a escrever telenovelas.

o gabi, aqui ao colo, já canta algumas árias de óperas famosas.

Ana C. disse...

Melissa, pois, não fui eu...
O Gabi está no bom caminho para ir para os pequenos cantores de Viena Ah Ah

Carla disse...

Não é propriamente um ódio de estimação, mas não aprecio.
Até porque tudo aquilo é sujeito a mexericos de famílias e blá blá...e tudo isso se dispensa.

Melissinha disse...

Acho perverso, mesmo. Criança tem de ser criança, têm uma vida de competitividade pela frente. Não têm de estar para ali às altas horas - no caso dos directos - para entreter senhoras de meia idade.
E sim, acho que a panca é dos pais, que querem brilhar.
Se a criança gosta de cantar ou tem qualquer outro talento, acho que dá para a estimular num contexto familiar, bastante mais seguro.

kel disse...

Crianças são crianças e deviam comportar-se como tal. Pena é que os adultos os façam esquecer que esta é a fase mais feliz e mais despreocupada das suas vidas.

Ana C. disse...

Carla ódio de estimação é mais uma força de expressão. Faz-me urticária, por isso mudo o canal de imediato. Quanto às famílias é só o reflexo de tudo o que simboliza esse tipo de programas.

Ana C. disse...

Melissa é isso mesmo. Criança tem que ser criança e tudo tem o seu tempo.

Ana C. disse...

Kel os adultos muitas vezes querem viver o que não viveram através dos filhos e isso é de uma crueldade sem tamanho...

Joanissima disse...

Eu cá acho que isso é exploração de trabalho infantil. Porque a frustração dos miudos, quando eles perdem essas merdas, é devastadora.
Eles não têm, nem podem ter, maturidade para aceitar uma derrota depois de tanta expectativa criada.

Ana C. disse...

Joaníssima é que há lá miúdos com menos de 10 anos!!!!!

Izzie disse...

O que acho ainda pior é depararem-nos tão cedo com "derrotas". Alguns ficam realmente marcados por não passarem à fase seguinte e serem excluidos!
São crianças e a frase "estás excluído" ainda lhes faz muita confusão.

Um abraço

Ana C. disse...

Izzie também concordo, foi o que disse a Joaníssima. Ele são muito pequeninos, quem sabe o que é que isto não lhes faz à auto-estima...

chacommel disse...

Algumas têm talento, o problema é que com todas aquelas câmaras e luzes a criança perde o que tem de mais bonito, a sua inocência.
P.S.- Gosto muito do blog.