segunda-feira, 13 de abril de 2009

Quando tudo se torna simplesmente... Cansativo

Cansada de apanhar todas as pequenas coisas que vão ficando espalhadas pela casa ao longo do dia, cansada de sentir que depende apenas de mim manter a ordem do ambiente que nos rodeia, cansada de sentir o peso diário das responsabilidades domésticas, decidi fazer uma pequena experiência.
Aquela caixa do puzzle caída no chão, ali permaneceria. Ficaria então a saber de uma vez por todas se mais alguém a levantaria do chão.
Passaram-se dias e a caixa pouca alteração sofreu. A Alice voltou a mexer nela quando se lembrou do puzzle e movimentou-a para outra divisão, mas no chão ficou. Cheguei até a vê-los alçarem o pé e passarem sobre ela. Mas apanhá-la nunca.
Seria possível que imaginassem que aqui em casa havia uma espécie de fada esvoaçante que durante a noite tratava de tudo o que ficava caído? A Fada Doméstica silenciosa e amiga que punha ordem no desordenado como que por magia?
Seria possível que todos aqui em casa me tivessem tomado como garantida a esse ponto?
Às vezes sentir que nos assumem, que nos partem do princípio, que deixam de pensar que há alguém por detrás de tudo o que os rodeia, cansa.

22 comentários:

Joanissima disse...

Às vezes não é facil, acredita... Mas haverá outros dias de incomensuravel prazer nestes dias que hoje te parecem tão cansativos e tão pesados.

Amanhã é sempre outro dia.
Beijo

Melissinha disse...

É sempre assim, o mais organizado do clã é o que se lixa. Por acaso cá em casa não sou eu, mas tento estar atenta.
Faz uma intervenção à americana!

Ana C. disse...

Joaníssima amanhã já me passou a telha. Podes ter a certeza. Eu sou de humores e os meus variam com o vento, ah e com as hormonas.

Ana C. disse...

Melissa nem mais. Neste caso quem se lixa sou eu. Eu já faço em modo automático, mas às vezes bate-me uma neura brutal, porque sinto que se eu não fizer ninguém vai fazer por mim...
Agora a pergunta fulcral:
O que é uma intervenção à americana? Para além da invasão do Iraque não estou a relacionar nada...

Melissinha disse...

Aquelas dos drogados e alcoólicos. Convocas uma reunião com toda a família e dizes exactamente o que pretendes do(s) prevaricador(es). Falas tudo o que tens a falar sem interrupções. Daí partem para a fase da cura.

Meio dramático, mas dizem que funciona.

Não digas nada ao Hugo.

Melissinha disse...

http://en.wikipedia.org/wiki/Intervention_(counseling)

Ana C. disse...

Melissa Ah Ah Ah Ah
Acho que não é caso para tanto, eu vou dizendo as coisas o problema é que só funciona a curto prazo. No entanto, vou espreitar na mesma :)

MARIINHA disse...

Ana C., quem lhe dói o dente é que vai ao dentista e nisso das arrumações, a quem faz confusão as coisas espalhadas é que tem de arrumar, porque os outros, é como dizes até levantam a perna e passam pior cima. Eu sei muito bem como é. Mas achei muita piada à tua conversa com a Melissinha. Essa da intervenção à americana, ainda me estou a rir...É o que isto tem de bom. Faz-nos rir, pensar, chorar. Beijokas

Precis Almana disse...

A questão é mais que nem se preocupam que ali esteja. E pensa que também talvez não valha a pena desgastares-te. Um dia fica, outro dia fica, outro dia fica, e às tantas já te deixaste de preocupar. É assim mesmo. E um dia a Alice cresce e é ela que arruma. E foram menos cabelos brancos que ganhaste. É assim que temos de ir agindo no mundo que nos rodeia, devemos preocupar-nos com a limpeza e deixar alguma desarrumação tomar conta das nossas vidas. Mas eu sei que não é fácil, és mulher e ontem vi que está guardado para o nosso cérebro preocuparmo-nos :-D

Ana C. disse...

Mariinha eu tenho consciência de tudo o que dizes, mas há alturas em que simplesmente me sinto cansada. Hoje já estou bem. A Melissa é sem dúvida uma das mulheres com dom para a escrita, mais cómicas que conheço :)

Ana C. disse...

Precis muito obrigada. Sabes que sou de humores. Uns dias apetece-me varrer tudo da face da terra, outros tudo é relativizado. Hoje já relativizei. Ah e, ao contrário do que possa parecer, eu não sou maníaca das arrumações. Só não gosto de andar a tropeçar em coisas que estão no chão...

C disse...

Entendo-te lindamente. Há dias em que nos fartamos que tudo esteja dependente de nós e nos apetecia também relaxar e que alguém se preocupasse por nós com as coisas mais triviais... O que vale é que passa!

Brisa disse...

Quase parecia que estavas a falar de mim! Não sou do tipo de andar sempre a pôr tudo nos sítios, mas tenho os meus limites. E chateia-me que lá em casa não tenhamos todos os mesmos limites... Felizmente, há a questão das hormonas que, se num dia nos atiram para o chão e nos enfiam numa depressão, noutros empurram-nos lá para cima e fazem-nos sentir superiores a estas coisinhas pequenas.

Ana C. disse...

C nem mais. Há dias em que só queria que fizessem por mim, que dessem valor àquelas pequenas coisas que mais ninguém faz...

Ana C. disse...

Brisa uma coisa que a blogosfera tem de bom é entendermos que as nossas pancadas não são só nossas :)

HannaH Sophia disse...

infelizmente é um "filme" comum...
they take us for granted...

Ana C. disse...

Hannah há frases que em inglês soam muito melhor sim :)

Ana. disse...

Cá em casa havia uma fada que todos os dias apanhava as meias e os boxers de trás da porta da casa de banho. Até que um dia se fartou.
E foi ver o monte a crescer, e a crescer...
Certo dia surgiu a pergunta: "não tenho boxers lavados?"
E a fada respondeu: "Não estava nenhum sujo no cesto!"

Foi remédio santo.
Mas não foi fácil chegar lá.

Ana C. disse...

Ana. Eu com a roupa não tenho que me preocupar. Se fosse esse o caso já tinha feito o que tu fizeste também, porque não há nada como sentir na pele o problema :)
Só que as coisas pelo chão não parecem incomodar ninguém por aqui...

AnaMoreira disse...

Pois, eu entendo..mas confesso que eu tenho um pouco a mania das arrumações!.. Antes essa fada existisse de vez em quando :) Mas ainda bem que vejo que esses teus cansaços de tudo passam rápido! Bjinhu

Tasha disse...

Como eu conheco essa sensacao de cansaco....

Caluda disse...

Não teria dito melhor! Revi-me no texto...

Às vezes cansa... só apetece deitar a caixa pela janela.
Mas deixá-la ficar no sítio para ver o que acontece também é uma optima opção... vou experimentar ;)